sexta-feira, 14 de junho de 2013

E se fosse a última dança?



Oi Queridos, como vocês estão?
Estávamos sem atualizar o blog há algum tempo, mas estamos de volta.
Hoje queria levar vocês a pensarem sobre significado. O que você transmite quando você dança?
O que vejo acontecer as vezes é que os adoradores se entregam de verdade quando estão passando por alguma tribulação.
Quando está tudo bem, eles entregam uma adoração superficial e que não passa de uma coreografia ou uma sequencia com uma técnica bem aperfeiçoada.
A nossa dança tem poder através do Espirito Santo de tocar pessoas, curar sentimentos e emoções, transformar situações e levar a Glória de Deus.
Pense na seguinte situação: Se fosse a sua ultima dança, o que você faria? Entregaria o seu melhor pra Deus, buscaria sentir o Espirito na sua dança ou apenas dançaria mais uma coreografia?
A presença de Deus é tudo que nós precisamos, ser instrumento para transmitir a glória de Deus é privilégio e deve ser tratado como tal.
Adorar a Deus com dança é muito mais do que dançar uma coreografia, é profetizar o que se está dançando. Adorar somente a Deus e não mostrar que você tem algum talento.
Se você ou seu grupo precisam viver alguma experiencia para renovar e sentir de novo a Doce Presença do Pai, jejuem, orem por esse propósito para que sua dança transforme, toque e cure. Para a glória de Deus.


Desafio vocês a se consagrarem no domingo e dançarem com um sentimento diferente. Jejue sábado e domingo, ore com seu grupo.
Me contem os testemunhos depois.

Deus te abençoe

Talita Dantas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget